SJ News - шаблон joomla Авто

Taxa por 100 mil habitantes aumentou 46% na década. Números são do Atlas da Violência 2017

A quantidade de homicídios nas cidades do Acre teve um aumento de 75% entre 2005 e 2015. A taxa de mortes para cada 100 mil habitantes cresceu quase 46% na década. Os dados são do Atlas da Violência, elaborado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta segunda-feira (5).

Em 2005, foram registrados 124 mortes no estado. O número cresceu para 217 em 2015, último ano pesquisado. Os anos de 2013 e 2014 tiveram os maiores picos, com 234 e 232 vítimas, respectivamente.

O diretor técnico da Secretaria de Segurança Pública (Sesp-AC), Rennan Biths, afirmou que, por considerar informações do Ministério da Saúde, o estudo acaba apresentando certa defasagem. Porém, a pesquisa serve como parâmetro para a criação de políticas públicas.

"As informações contidas são importantes para que possamos orientar a Política Estadual de Segurança Pública, para que possa ser feita uma discussão dessa problemática tão importante para a sociedade", disse.

Jovens

A pesquisa aponta também que houve um salto de aproximadamente 57% em relação às mortes da população jovem – de 15 a 29 anos – nos 10 anos estudados. Os homicídios cresceram de 67 em 2005 para 105 em 2015.

A taxa de homens jovens mortos teve um crescimento de 35%, de acordo com o atlas. Somente no último ano pesquisado, houve o registro de 60,5 homicídios por 100 mil habitantes da faixa etária.

Em relação aos jovens, Biths acrescentou que existe uma tendência crescente de vitimização da população jovem em todos os estados. Ele ressaltou que, no Acre, a partir de 2013, teve início uma redução na quantidade de casos, que chegou a 8%.

O gestor citou ainda, apesar do Ipea não abordar, que os conflitos entre facções criminosas têm contribuído para o aumento de mortes na juventude, a partir do ano de 2016. "Os jovens são tanto os autores, quanto as vítimas dessa guerra. O efeito desse fenômeno vai ser sentido talvez nas próximas publicações", salientou.

Mulheres

Os casos de homicídios de mulheres, por sua vez, também apresentou aumento, chegando a 46,2% na década. Foram 13 assassinatos em 2005 e 19 em 2015. O ano de 2013 contabilizou o maior número de ocorrências, chegando a 32 mortes. Já a taxa de vítimas cresceu 22%.

Fonte: G1/AC

Página da Nativus no Facebook

Who's Online

Temos 278 visitantes e Nenhum membro online

Template Settings

Color

For each color, the params below will be given default values
Blue Oranges Red

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Spotlight3

Background Color

Spotlight4

Background Color

Spotlight5

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction